Juíza solta acusado de assassinar esposa em Nova Descoberta

Postado em 22 de Agosto de 2019

Por Diario de Pernambuco

 

Um homem suspeito de assassinar a esposa na noite da última terça-feira (20), no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife, recebeu liberdade provisória após passar por audiência de custódia. Na decisão, a juíza Blanche Maymone Pontes Matos pondera que apesar da existência do flagrante, não vê motivos para mantê-lo preso. A detenção foi trocada por medidas cautelares, como não sair de casa depois das 22h e não sair da cidade sem avisar à Justiça

Ivanildo Cícero Marques de Santana, 45 anos, foi detido pela polícia por posse ilegal de arma de fogo e pelo homicídio culposo de Karina Gomes de Santana, 38. De acordo com a Polícia Civil, os dois tinham saído na mesma noite para um bar e, ao voltarem para a casa onde moravam, na Rua Pedro Paulo de Souza, a mulher teria pego a arma do homem, dizendo que queria atirar. Ivanildo tentou tomar o objeto e Karina acabou sendo atingida.

A polícia prendeu o suspeito, após colher depoimentos dele e de vizinhos, e o encaminhou para audiência de custódia na tarde de quarta-feira (21). Na decisão judicial, a juíza Blanche pondera que “apesar de se tratar de crime com gravidade abstrata”, não entendia como “necessária a custódia cautelar”, baseada nos artigos 310, 319 e 321 do Código de Processo Penal.

“É possível a concessão da liberdade provisória, uma vez que, para mim, além das circunstâncias do flagrante levarem a tal possibilidade, com muitas peculiaridades, em que pese se tratar de evento com resultado morte, o que é mais importante é que o autuado é primário, não possui antecedentes, nenhum registro criminal contra sua pessoa, e indicou residência fixa e ocupação lícita”, discorre a magistrada.

Para conceder a liberdade provisória, a juíza estabeleceu cinco condições: comparecer ao juízo para o qual for distribuído o processo, trimestralmente, para informar e justificar suas atividades; não deixar o Recife sem avisar ao poder judiciário, não sair de casa após às 22h; não mudar de endereço sem notificar a Justiça; e comparecer à Vara Criminal responsável pelo seu caso. 

A Polícia Civil segue com as investigações sobre o crime. O inquérito está sob responsabilidade da 5ª Delegacia de Homicídios, localizada no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Cordeiro.
© 2019 Palmares Fest. Todos os direitos reservados