Evandro Carvalho descarta possibilidade de paralisação do Campeonato Pernambucano

Postado em 20 de Março de 2019

 Geraldo Rodrigues /Diario de Pernambuco Filipe Assis /Diario de Pernambuco

 

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, negou a possibilidade de suspensão das quartas de final do Estadual. A hipótese foi levantada pelo mandatário do Flamengo de Arcoverde, Olavo Bandeira, em entrevista à Radio Jornal, neste domingo. O Tigre do Moxotó entrou com recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para recuperar os 13 pontos perdidos pela suposta escalação irregular do atacante Júnior Silva e, assim, assumir a oitava colocação na vaga do Petrolina.


De acordo com Evandro, a escolha da data do confronto, que envolve o Sport - primeiro colocado da primeira fase -, foi definida levando em conta o julgamento do Pleno. “Adiamos o jogo para domingo para dar tempo ao Tribunal, que deve julgar para determinar se ele (Flamengo) perde os pontos ainda nesta semana, na quarta ou quinta-feira”, pontuou. 

O mandatário afirmou, ainda, que a Federação está seguindo a determinação imposta pelo STJD. “A Federação Pernambucana  está cumprindo a decisão do Tribunal. Por enquanto, a decisão que existe é o confronto Sport e Petrolina. Se o STJD acatar o recurso do Flamengo, iremos acatar. Se negar o recurso do Flamengo, segue a programação normal”, concluiu Evandro.

Entenda o caso
O Flamengo de Arcoverde foi denunciado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF) no fim de janeiro por uma suposta escalação irregular do atacante Júnior Silva em três jogos. O jogador ficou no banco de reservas na estreia da equipe no Estadual, na surpreendente vitória por 3 a 2 em cima do Sport, na Ilha do Retiro, depois entrou no decorrer do jogo contra o Santa Cruz (1 a 1 em Arcoverde) e em seguida voltou a ficar no banco no duelo contra o Salgueiro (derrota por 4 a 3 fora de casa). A esta altura, o Flamengo era 6º colocado do Estadual.

No dia 28 de fevereiro, o Flamengo foi absolvido em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Mas no dia 13 de março, em novo julgamento, agora no Pleno do TJD, o clube foi punido com a perda de 13 pontos. O jogador foi denunciado no artigo 214 do código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBDJ), que diz "Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente."

O Flamengo terminou a primeira fase do Estadual com 8 pontos, mesma pontuação do Petrolina. Mas por ter um melhor saldo de gols (-6 contra -8), ficou uma posição à frente, em 8º. Se não houvesse o problema extra-campo, seria o Flamengo o adversário do Sport (1º colocado) nas quartas de final, enquanto o Petrolina seria rebaixado à Série A2. Mas se a perda dos 13 pontos for confirmada, o Flamengo de Arcoverde seria rebaixado na lanterna, sem pontos, o América, com um ponto, subiria da 10ª para a 9ª colocação e o Petrolina passaria de 9º a 8º, escapando do rebaixamento e ganhando o direito de disputar as quartas de final contra o Sport.
© 2019 Palmares Fest. Todos os direitos reservados