Santa joga mal e perde invencibilidade no Estadual para o Vitória

Postado em 26 de Fevereiro de 2019

 João de Andrade Neto /Superesportes

 

De forma surpreendente (e vergonhosa) o Santa Cruz perdeu a sua invencibilidade de sete jogos e também a primeira no Campeonato Pernambucano. Com uma atuação displicente, principalmente no primeiro tempo, a Cobra Coral acabou derrotada pela Acadêmica Vitória por 3 a 0 na Arena de Pernambuco e com isso pode perder cair da primeira para a quarta colocação, com o complemento da sétima rodada podendo ser ultrapassado por Central, Sport, Náutico ou Salgueiro, no complemento da sétima rodada, nesta quarta e quinta-feira.

Vale lembrar, porém, que os tricolores, ao término da rodada, seguirão com um jogo a menos. No sábado de carnaval, a equipe volta a campo, mas pela Copa do Nordeste, diante do Moto Club, em São Luis. Pelo Estadual, o próximo adversário será o Salgueiro, no jogo atrasado da quarta rodada, no Cornélio de Barros, na Quarta feira de Cinzas.

O jogo

Sem poder contar com Danny Morais, Allan Dias e Jô, todos lesionados, o técnico Leston Júnior mandou a campo bem modificada com relação a que enfrentou o Náutico na semana passada pela Copa do Brasil. No ataque, Guilherme Queiroz foi acionado como atacante aberto, já que Pipico, graças a um efeito suspensivo, pôde atuar normalmente. O artilheiro foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva com seis jogos de suspensão.

Porém, nos primeiros minutos, a impressão era que as mudanças não seriam sentidas pelos corais. Diante de um adversário que errava bastante na saída de bola, o Santa chegou três vezes com perigo à meta do goleiro Dida. Na melhor delas, Guilherme Queiroz conseguiu, quase embaixo do travessão cabecear para fora desperdiçando um lance incrível.

E ai o Santa começou a pegar pela displicência. Sentindo a facilidade da partida, a equipe coral diminuiu o ritmo, esperando abrir o placar a qualquer momento. Mas foi surpreendida aos 16 minutos. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Fabinho Vitória mostrou mais disposição que Diego Lorenzi na dividida e chutou sem defesa para Anderson, colocando o Vitória, de forma surpreendente, em vantagem.

Nem o susto mudou a postura do Santa. E a maior prova disso veio aos 26 minutos. Depois de novo presente da defesa adversária, com um recuo mal feito, Pipico entrou cara a cara com Dida, mas tentou dar uma cavadinha e mandou por cima, perdendo outro gol feito. Quatro minutos depois, outro castigo, com o Vitória ampliando com Erverson em chute de fora da área que desviou em Vitão. 

Segundo tempo

Após o pior primeiro tempo do Santa Cruz na temporada, o técnico Leston Júnior voltou para a etapa final no ataque, com a saída de Guilherme Queiroz para a entrada de Sillas Gomes. E logo aos três minutos, os tricolores perderam outra boa chance com Luiz Felipe, livre na pequena área, cabeceando mal, para fora.

Porém, com a pressão de correr contra um prejuízo de dois gols, o Santa Cruz já não conseguia chegar com tanta facilidade à meta do Vitória, que por sua vez se sentiu mais a vontade para chegar à frente em contra-ataques, aproveitando os espaços deixados pelos corais. Tropeçavam, no entanto, nas próprias limitações. 

Aos 24 minutos, Leston Júnior partiu para a sua última tentativa de dar mais força ofensiva ao time com a saída do volante Diego Lorenzi para a entrada de Cesinha no ataque. O Santa, com uma posse de bola inútil, seguia com problemas para furar a retranca. 

Para completar o vexame, Rafael Paulista, aos 40 minutos, fez o terceiro da Acadêmica Vitória, com outro chute que desviou no meio do caminho. Dessa vez no lateral esquerdo Bruno Ré. Derrota com direito a gritos de olé da torcida nos minutos finais.

Ficha do jogo


Acadêmica Vitória 3 
Dida; Romário (Rafael Paulista), Fabinho Vitória, David e Sidney; Wires, Oliveira, Wellington e Manoel Chuva; Erverson (Rosivaldo) e Daniel Caiçara (Henrique). Técnico: Fernando Ribeiro

Santa Cruz 0
Anderson; Marcos Martins, Vitão, William e Bruno Ré; Charles (Eduardo), Diego Lorenzi (Cesinha) e Luiz Felipe; Guilherme Queiroz (Sillas Gomes), Pipico e Elias. Técnico: Leston Júnior.

Local: Arena de Pernambuco
Árbitro: Diego Fernando Silva de Lima
Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca e Charles Rosas Pires 
Gols: Fabinho Vitória, aos 16 min, Erverson, aos 30 min do 1º tempo e Rafael Paulista, aos 40 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Elias (SC), Rosivaldo (V)
© 2019 Palmares Fest. Todos os direitos reservados