Considerado foragido, João de Deus pode se entregar às autoridades Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quis, neque soluta

Postado em 16 de Dezembro de 2018

Por: Folhapress 

João de Deus
João de DeusFoto: Arquivo

A força-tarefa que investiga o médium João Teixeira de Faria, 76, conhecido como João de Deus, considera-o foragido desde as 14h de sábado (15).

A decisão foi confirmada em nota pelo Ministério Público (MP) de Goiás. O horário limite para que o suspeito se apresentasse foi fixado na sexta-feira (14).

"O senhor João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, passou a ser considerado foragido, pois as diligências de localização em todos os seus endereços resultaram negativas e o comparecimento espontâneo não ocorreu nas 24 horas seguintes à ordem de prisão, a despeito das tentativas de negociação com a defesa", informou o órgão.

O MP acrescentou que o nome do médium será incluído na lista de procurados da Interpol. Com isso, ele poderá ser preso por qualquer autoridade policial brasileira ou estrangeira, caso saia do país.

O mandado de prisão contra ele já está público e foi disponibilizado no Banco Nacional de Mandados de Prisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A Polícia Civil de Goiás percorreu, sem sucesso, cerca de 20 imóveis desde a sexta-feira, dia da ordem de prisão preventiva, à procura do médium e continua negociando a rendição.

No fim da manhã deste sábado (15), o delegado-geral da corporação no estado, André Fernandes, disse que as negociações para João de Deus se entregar estão evoluindo e que a apresentação dele poderá ocorrer neste domingo (16). Falta acertar com a defesa do médium a hora e o local da apresentação.

 

Ele afirmou ter conversado pela manhã com um dos advogados do suspeito, que deu garantias do cumprimento do mandado de prisão, mas não de imediato. Os advogados do médium, segundo Fernandes, informaram que vão precisar de tempo.

 

"Pode ser que não seja hoje [sábado]. Ele não deve estar em local próximo. Acho que ele pode estar em outro estado", declarou. Um acerto definitivo com a defesa só deve sair na noite deste sábado.

Os investigadores acreditam que João de Deus possa estar ganhando tempo para que o Tribunal de Justiça de Goiás aprecie habeas corpus apresentado neste sábado pela defesa, solicitando que o mandado de prisão seja revogado.

© 2019 Palmares Fest. Todos os direitos reservados