Inglaterra despacha Colômbia em sua primeira vitória nos pênaltis Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quis, neque soluta

Postado em 03 de Julho de 2018
  •  

  • Colômbia e Inglaterra protagonizaram nesta terça-feira, na arena do Spartak, em Moscou, mais um daqueles jogos que entram para a história das Copas do Mundo. Os ingleses venciam por 1 a 0 até os 47 minutos do segundo tempo, quando o ex-palmeirense Yerry Mina, de cabeça, fez seu terceiro gol no Mundial, empatando o jogo em 1 a 1. Na prorrogação, tudo igual. Nos pênaltis, porém, a Inglaterra conseguiu sua primeira vitória (4 a 3) na história das Copas (somava três eliminações), classificando-se para as quartas de final do Mundial da Rússia. Henderson errou (Ospina pegou), mas, na sequência, erraram Uribe (travessão) e Bacca (o jovem Pickford, 24 anos, pegou, transformando-se em herói nacional).

  • DESTAQUEO QUE VEM POR AÍ
  • DESTAQUEFIM DO TRAUMA

    A seleção masculina de futebol da Inglaterra já tinha vivido uma decisão por pênaltis em outras sete ocasiões. Só tinha vencido uma (a Espanha, nas quartas de final da Euro de 1996). Nas outras seis, foi eliminada. Em Copas, foram três: na semifinal de 1990 (Alemanha), nas oitavas de 1998 (Argentina) e nas quartas de final de 2006 (Portugal). Na Euro, mais três eliminações (para Alemanha, 1996, Portugal, 2004, e Itália, 2012). Detalhe: em uma dessas ocasiões (contra a Alemanha na Euro-96) quem perdeu o pênalti decisivo foi... de Gareth Southgate, atual treinador da equipe. A vitória desta terça é histórica e acaba com um trauma inglês.

  • Com o gol no tempo normal (o terceiro de pênalti), Harry Kane chega a seis na Copa do Mundo, igualando-se a Gary Lineker, recordista inglês num único Mundial (foi o goleador do torneio de 1986). Kane é também o primeiro inglês a fazer gols em seis jogos consecutivos pela seleção desde Tommy Lawton, em 1939. Kane tem, no mínimo, mais um jogo para romper a barreira dos seis gols. Em 2014, o artilheiro foi o colombiano James Rodríguez, que não jogou nesta terça, machucado.

DRAMA DE JAMES

Sem poder atuar contra a Inglaterra por conta de uma lesão muscular, James Rodríguez se sentou sozinho no banco de reservas da Colômbia e chorou pela eliminação após o jogo. O camisa 10 colombiano entrou em campo em todos os intervalos do jogo para apoiar os companheiros.

© 2018 Palmares Fest. Todos os direitos reservados