Publicada em 07/03/2018 às 19h33.
Espetáculo da Paixão de Cristo do Recife é cancelado por falta de dinheiro
Os produtores alegam não ter conseguido captar recursos. O evento aconteceria entre 30 de março e 1º de abril.

Por G1 PE

 

Espetáculo da Paixão de Cristo é tradicionalmente apresentado gratuitamento no Marco Zero do Recife (Foto: Divulgação/Welligton Dantas)Espetáculo da Paixão de Cristo é tradicionalmente apresentado gratuitamento no Marco Zero do Recife (Foto: Divulgação/Welligton Dantas)
Espetáculo da Paixão de Cristo é tradicionalmente apresentado gratuitamento no Marco Zero do Recife (Foto: Divulgação/Welligton Dantas)

O espetáculo da Paixão de Cristo do Recife deixará de ser realizado este ano por falta de dinheiro. Nesta terça-feira (7), os produtores anunciaram o cancelamento do evento e alegaram dificuldades para fazer a captação de recursos. A temporada estava marcada para o período compreendido entre os dias 30 de março e 1º de abril e ocorreria no Marco Zero, na área central da cidade.

Este seria o primeiro ano da Paixão de Cristo do Recife sem a participação do ator José Pimentel no papel de Jesus Cristo. Ele atuou na peça por mais 40 anos. Pimentel seria substituído por Hemerson Moura, que já havia começado a preparação para o espetáculo.

A produção informou, ainda, que contava com a garantia de repasse de R$ 250 mil pela Prefeitura do Recife e de R$ 150 mil pelo Governo de Pernambuco. Segundo os organizadores, mesmo com o apoio do poder público, esses recursos não seriam suficientes, uma vez que não houve ajuda da iniciativa privada.

"A gente tentou e se arriscou muito. Más só tínhamos os R$ 400 mil e muitos problemas. O cenário e os figurinos precisam ser refeitos. Eles têm 21 anos, estão velhos. O espetáculo também precisa assumir um novo perfil, com a mudança do ator que fazia Jesus. A falta de tempo para conseguir solucionar tudo isso é outro problema", afirma o produtor do evento, Paulo Castro.

Segundo a organização do espetáculo, parte do orçamento mínimo, de R$ 700 mil, seria destinada à reconstrução do cenário, que foi destruído por cupins. "O cenário foi destruído e não está firme. Não se pode brincar com segurança em um evento desse porte, que reúne de 30 mil a 40 mil pessoas por noite", destacou Paulo Castro.

A verba também seria usada para pagar as gravações dos áudios dos novos atores, a confecção de figurinos e ajustes na remuneração do elenco. Os cachês dos figurantes e de equipe técnica, segundo os organizadores, estavam defasados há anos. O elenco é formado por cerca de 100 atores e 300 figurantes.

Por meio de nota, a Secretaria de Cultura e a Fundação de Cultura Cidade do Recife confirmaram o patrocínio no valor de R$ 250 mil e "apoio logístico para a realização do espetáculo no Marco Zero, no esforço de manter e preservar uma tradição de muitos anos na capital pernambucana".

No texto, a Prefeitura do Recife destacou que, de "tão importante para o calendário recifense, a Paixão de Cristo do Recife é um dos três únicos eventos (além do Carnaval e do Baile do Menino Deus) autorizados pela administração pública a montar estrutura de palco/cenário no Marco Zero, espaço público que protagoniza o bairro histórico, dedicado à contemplação e ao usufruto da cidade pelo cidadão e pelos seus visitantes".

Após anunciar o cancelamento em 2018, Castro garantiu que em 2019 o espetáculo voltará com muita força e novidades. "Nós já estamos trabalhando para que o espetáculo seja lindo. José Pimentel já iniciou mudanças no roteiro para melhorá-lo e nós já estamos atrás de verbas. Tentaremos também a Lei Rouanet [lei federal de incentivo financeiro a projetos culturais]".

Jesus Cristo

 

Depois de 21 anos ininterruptos interpretando o papel de Jesus Cristo na Paixão de Cristo do Recife, o ator José Pimentel seria substituído, neste ano, por Hemerson Moura, que já havia começado a preparação para o espetáculo.

O potiguar, de 39 anos, Moura foi o escolhido entre 27 candidatos para representaro protagonista na peça. A escolha, segundo os produtores, partiu da procura por algo em comum com o ator que representou o papel nos espetáculos anteriores.

José Pimentel, ganhador do título de patrimônio vivo de Pernambuco em julho de 2017, segue na direção da Paixão de Cristo do Recife.

 

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Artesanato
Artes de Pernambuco
artesanato
Copyright © 2018 Palmaresfest - todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rodrigo TI
Copyright © 2018 Palmaresfest - todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rodrigo TI