Publicada em 15/07/2017 às 10h56.
Milan volta à Europa turbinado por investimento chinês
Após temporadas de ostracismo, clube gasta R$ 624 milhões em transferências sob nova direção e projeta estar novamente entre os grandes

Por Tébaro Schmidt, Rio de Janeiro

O Milan deu a partida na temporada 2017/18 como há bons longos anos não fazia: investindo dezenas de milhões de euros em contratações. Foram oito até o momento, mas nada impede que novos reforços sejam anunciados enquanto você lê esta reportagem - Biglia aceitou proposta e deve ser o próximo apresentado, por exemplo. A postura agressiva no mercado é só uma ponta do iceberg que é o projeto do novo Milan, um dos clubes mais vitoriosos de todos os tempos, mas que viveu os últimos anos sob a sombra do ostracismo.

Por trás dos planos audaciosos, está um aporte financeiro poderoso que vem da China. O clube rossonero foi vendido em abril deste ano e passou das mãos de Silvio Berlusconi para a do grupo Rossoneri Sport Investment Lux, da cidade de Shanghai (o preço foi R$ 2,5 bilhões por 99,93% das ações). O novo presidente do Milan responde pelo nome de Li Yonghong. Sob nova direção, o objetivo é simples: transformar o time novamente numa potência europeia. Nem que para isso seja necessário escancarar os cofres.

O clube jamais gastou tanto dinheiro na mesma janela de transferências. O recorde até então havia sido na temporada 2001/02, quando €144 milhões foram investidos na aquisição de Rui Costa, Filippo Inzaghi, Javi Moreno e companhia. Agora, escoltado pela fortuna de Li e com contratações pontuais em diversas posições, lá se foram €171 milhões (R$ 624 milhões) até aqui. Isso sem incluir os €17 milhões (R$ 62 milhões) já acordados com Biglia, da Lazio.

Detalhes das contratações do Milan até aqui

JOGADOR POSIÇÃO IDADE CLUBE DE ORIGEM VALOR EM €
Bonucci Zagueiro 30 Juventus 42 milhões
André Silva Atacante 21 Porto 38 milhões
Andrea Conti Lateral-direito 23 Atalanta 25 milhões
Çalhanoglu Meia-atacante 23 B. Leverkusen 22 milhões
Musacchio Zagueiro 26 Villarreal 18 milhões
Ricardo Rodríguez Lateral-esquerdo 24 Wolfsburg 18 milhões
Kessié Volante 20 Atalanta 8 milhões
Fabio Borini Meia-atacante 26 Sunderland Empréstimo sem taxa de transferência

Contratações do Milan até o momento (Foto: Globoesporte.com)Contratações do Milan até o momento (Foto: Globoesporte.com)
Contratações do Milan até o momento (Foto: Globoesporte.com)

A chegada de Bonucci foi confirmada na última sexta-feira e serviu como uma espécie de cereja no bolo. Isso porque, apesar de promissores, os jogadores contratados até então não tinham o peso do defensor que estava na Juventus desde 2010 e que formava, ao lado de Chiellini, uma das melhores duplas de zaga do futebol contemporâneo. Comprado por €42 milhões, ele se tornou o sexto zagueiro mais caro de toda a história, atrás apenas das transferências de Thiago Silva (PSG), Otamendi (City), Ferdinand (United), David Luiz (PSG) e Stones (City).

Todo esse estardalhaço está diretamente ligado ao trabalho de dois personagens fundamentais: Marco Fassone (eleito CEO) e Massimo Mirabelli (ex-diretor do Sunderland) são as caras do Milan no mercado. Eles vêm atuando nos bastidores mesmo meses antes do anúncio oficial da venda do clube. O jornal britânico "Independent" discorreu sobre o trabalho da dupla:

- A rapidez e determinação com a qual eles vêm agindo, assim como a maneira com a qual eles venceram a competição por alguns desses jogadores, superando "acordos fechados", conferiu uma credibilidade ao projeto que faltava até agora.

Palavras de Li Yonghong no dia em que a compra do Milan foi sacramentada:

 

"Hoje nós concluímos um passo fundamental para o renascimento. E, no futuro, continuaremos trabalhando para levar esse clube lendário de volta ao topo do mundo."

 

É bem verdade que, a despeito das contratações realizadas, todo o resto não passa de promessa. Mas a primeira temporada da "Era Li" tem ao menos uma diferença no que diz respeito aos últimos anos: o retorno de um campeonato europeu ao calendário. Heptacampeão da Champions, o Milan não aparecia em torneios continentais desde 2013/14, quando caiu nas oitavas de final da Liga dos Campeões para o Atlético de Madrid.

Na temporada passada, foi o sexto colocado no Campeonato Italiano, o que deu ao time rossonero o direito de jogar a Liga Europa a partir de suas preliminares. O histórico recente de campanhas no Italiano, aliás, é um retrato fiel da decadência do clube nos últimos anos.

 

  • 2012/13 - 3º (preliminares da Champions)
  • 2013/14 - 8º
  • 2014/15 - 10º
  • 2015/16 - 7º
  • 2016/17 - 6º (preliminares da Liga Europa)

 

Mas o que explica essa queda livre?

 

Fim da "Era Berlusconi"

 

Presidente do Milan de 1986 até o momento em que entregou a gerência ao grupo chinês, Silvio Berlusconi pode se orgulhar por uma das eras mais vitoriosas vividas por um clube de futebol. Em 31 anos, conquistou 29 títulos de grande relevância, sendo cinco Liga dos Campeões.

A família Berlusconi tem como uma das fontes da renda milionária a Fininvest, a maior empresa do ramo "holding company" da Itália. Sua chegada três decadas atrás teve os mesmos moldes da de Li Yonghong este ano: promessa de que dinheiro não ia faltar. E foi mais ou menos assim. O site especializado "Calcio e Finanza" calculou certa vez que Silvio investiu pelo menos € 840 milhões no Milan nesse período.

 

Você não leu errado: são R$ 3 bilhões se convertidos na cotação atual.

 

As nuvens de glória começaram a dissipar-se em 2011 principalmente, quando a Fininvest registrou prejuízos em larga escala no mercado, de acordo com o "Daily Mail". Óbvio que o reflexo no clube foi imediato, com peças-chave do elenco com dando adeus logo na janela seguinte: Pirlo, Thiago Silva, Ibrahimovic, Seedorf. Por coincidência, ídolos como Nesta, Gattuso e Inzaghi anunciaram sua aposentadoria no mesmo ano.

Como se não bastasse, como parte do acordo do divórcio com Veronica Lario em 2012, Berlusconi foi obrigado a pagar quase € 42 milhões a ex-mulher. Como se fosse um golpe final. Mas apesar da despedida melancólico, o legado do ex-presidente é de sucesso. Li, até por isso, direcionou palavras de agradecimento a ele no dia em que assumiu o clube.

Resta saber se a nova era será de glórias também.

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
cidade
Palmares
Video promocional
Copyright © 2017 Palmaresfest - todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rodrigo TI
Copyright © 2017 Palmaresfest - todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Rodrigo TI